Paulo Roberto!

Se não queria tanto por que tanto pediu?
Se não havia prazo,
por que se despiu?
Se não tinha certeza...
prometeu por quê?

Eu entenderia um pouco menos do que foi,
aceitaria tranquilamente algumas verdades,
não te julgaria por algum silêncio,
e nem exigiria mais do que um carinho no abraço!

Estava pronta pra me entregar apenas por calor,
não precisava ter anunciado que era amor,
não precisava ensaiar e agonizar uma dor,
que dela você não sofria.

Agora se meu peito arde,
se a saudade corrói,
e a vontade de ter você acima de tudo me invade,
se te quero no mesmo instante que te amargo,
a culpa é toda sua!
Marcadores: | edit post
3 Responses
  1. Nossa, como sempre estes poemas muito intensos...Lindo, lindo, lindo. Admiro a maneira como te expressas.

    Parabéns...que possas ter uma tarde abençoada.

    Abraços da Lú.


  2. Juliana Lira Says:

    Anjo

    Então se o poema diz é poprque é, a culpa é sua! rsrsrs
    Que intenso esse, dá pra sentir a dor daqui.Mas concordo a saudade corrói!

    Milhões de beijos


  3. super passional, adorei! to sentindo meu sangue ferver ainda!


Postar um comentário

Espero que tenham gostado...

Related Posts with Thumbnails
BlogBlogs.Com.Br