Paulo Roberto!

Criatura mais bela não existe,
nem ser qualquer se iguala,
o sol que a ela não resiste,
a lua que não se compara.

De certo a mais carismática,
de seu jardim a mais cobiçada,
a rosa simples e enigmática,
por tantos querida e por poucos amada.

Chorosa sozinha se sente,
o tudo lhe sempre é negado,
lhe entregam a vida e a alma,
mas nenhum coração lhe é dado.

Tesouro mais raro na terra,
de tal formosura indizível,
acorda gritando sincera,
a sua infelicidade visível!
Marcadores: | edit post
6 Responses
  1. tô gostando de sentir,
    cada frase uma imagem...

    abraços,
    fica com Deus!


  2. Juliana Lira Says:

    Amigo poeta

    Sua delicadeza, sua sencibilidade poética... nossa cada dia melhor!

    Adorei este poema, captura a alma de alguém que sofre e que segue.
    Meu coração se alegra ao vê que pessoas podem fazer artes como essa.

    Sempre quando vejo uma coisa bela assim eu penso comigo: Tá vendo? Se pessoas podem fazer isso, há esperança pra humanidade.

    É acho que é isso que vc faz na verdade, aviva em mim a esperança na humanidade.

    E esse poema meu amigo querido, me emocionou bastante, porque a sua visão sútil da alma humana é linda!

    Sua poesia é linda, toca a minha alma e me faz vê mágia em tudo!

    Você é uma pessoa linda...pessoas como vc deviam existir muitas, assim o mundo teria mais cor.

    Realmente poema perfeito...

    Milhões de beijos


  3. Tatiana Says:

    Palavras de um coração poeta...
    Maravilhoso tudo que li escrito aqui!
    Um beijo carinhoso e com saudades!


  4. Juliana Lira Says:

    Passando pra avisar que pegue os selinhos lá em casa.

    Milhões de beijos


  5. ludmilla Says:

    Selinho para ti lah em casa ...
    bjokasss


  6. De cara nova, espero que gostem!!!

    ^^!!!

    Abraços!


Postar um comentário

Espero que tenham gostado...

Related Posts with Thumbnails
BlogBlogs.Com.Br