Paulo Roberto!

Quando foi que aconteceu?
Será naquela tarde
nada pra fazer, até
que sua notável presença me invade?

E com sorrisos expressivos,
histórias tantas pra contar,
gesticulando cenas com entusiasmo,
tão encantadora me aparece.

Será que foi quando me disse
sobre a pequena casinha de jardim
no alto do roseiral
onde admirava os beija-flores.

Quando será que se tornou tudo pra mim?
Tão pouco importa saber disso agora,
já esta na hora de me conformar,
essa é uma doce situação que não vai mudar.

Talvez, eu no silêncio me pergunte quando será que vai embora
e com certeza eu não quero saber dessa hora,
a resposta franca que eu queria
seria um nunca.

Mas por favor me faça esquecer das datas
me beije com todo seu desejo
aquece o coração que bate por ti aqui no peito
e eu me encarrego de te dar motivos pra ficar.
Marcadores: 8 Comentários | | edit post
Paulo Roberto!
Meus caros leitores, é muito grato e com muito orgulho que recebo carinhos.
Desta vez, de dois queridos leitores.
E claro, também poetas.
Recebi três belos presentes, este o :
MasterBlog!


Que recebi dos blogs: Tanta Liberdade.

(Apareça por lá, o blog é ótimo, suas opiniões são muito interessantes, e ele escreve muito bem, adoro o cantinho dele, Tanta Liberdade é um blog pra se ler todos os dias, abraços e sucesso pro meu amigo Tanti, que sabe dizer muito em poucas palavras.)

E do blog:
Mundos dos escritos.

(Visitem, é um cantinho lindo, com muita sensíbilidade, a casa da Graciele, Mundo dos escritos é linda, antes mesmo de conhecer fui presenteado, e agora faço questão de ficar por lá, visitem que vão gostar.)

Junto com este mimo a seguinte pergunta: O que não tem preço?
R: Saber que posso através das palavras, através das minhas experiências expostas, amenizar um pouco da sua dor!



Recebi também os presente, desta vez, de três pessoas de uma vez.
De novo do meu amigo Tanti, do Tanta Liberdade, também da querida LLacerda, do blog Dois pulsos... Uma só Batida e da Lau Milesi, do blog Renascendo.
(Visitem o blog Dois pulsos... Uma só Batida é lindo, charmoso, cheio de sentimentos, cheio de carinho, ela com certeza é ótima, apesar de não conhecê-la, mas tem que ser muito bom pra gostar de coisas tão boas. Apareçam por lá.) e (O blog Renascendo é super crítico, prático e informativo, Lau tem um cantinho lindo, pra quem gosta de uma leitura diversificada, gente vamos visitar.)


Os presentes são:

As regras destes, são que eu diga sete coisas à meu respeito, bom:


Sou reservado, orgulhoso, sentimentalista, amo os animais, amo a natureza, sou leonino e odeio hipocrisia.

Bom, e tenho que indicar 7 blogs, vou indicar todos os presentes aos sete:

São eles:


Aos demais leitores e amigos, que me perdoem, por não postar seus respectivos blogs aqui, mas o prêmio pede que eu indique sete, não tive uma orientação na escolha além de sortir.
Adoro todos vocês e sou grato à todos pelo carinho e atenção.
Abraços à todos e aos que me presentearam, meus agradecimentos.

Atenciosamente: Pauloodiferente.

Marcadores: 8 Comentários | | edit post
Paulo Roberto!

Queria te falar das flores,
das cores,
da imensidão do mar
ou de um lençol de estrelas.

Pensei em te falar de caramujos,
de pássaros,
da metamorfose das borboletas
ou da variação do som.

De arte,
de poesia e teatro,
sobre o valsar
no palco da vida.

Mas você é de números,
de contas e super mercado,
de carros importados
e revistas de moda.

Amante dos batons
e dos perfumes,
você usa maquiagem
e valoriza contas bancárias.

Por fim,
é uma princesa de marfim,
preciosa
mas é só uma presa afinal.

Marcadores: 12 Comentários | | edit post
Paulo Roberto!

Sinceramente,
omiti verdades das quais me arrependo,
não agi como verdadeiramente queria
e se hoje estou só a culpa é minha.

Sinceramente,
meu coração sempre avisou
e seu significado sempre,
sempre foi o motivo do meu sorriso.

Sinceramente,
se hoje a dor me aflige,
a causa é a falta de coragem
pra jogar fora o orgulho.

Sinceramente,
se hoje lhe digo isso
é por que a dor da saudade
já é mais forte que eu.

Sinceramente,
não espero que compreenda
nem tão pouco ser perdoada,
só espero agora conseguir dormir pela madrugada.

Marcadores: 10 Comentários | | edit post
Paulo Roberto!

A mansidão dos teus gestos e a humildade no seu olhar,
a retidão dos teus caminhos e a paz da tua presença.
Ensina-me á buscar cada dia.

Seja firme comigo
pois sou falho e vacilo no caminhar.
Perdoe as vezes que meu eu me domina
e as vezes que não dou importância ao meu irmão.
E me perdoe se por vezes não sei perdoar.

Sou tão pequeno diante de ti,
que não sei como sou tão importante pra ti...
Me perdoe se as vezes me mantive distante,
algumas vezes foi por falta de fé.
Mas sinceramente, outras foi por vergonha
de chegar na tua presença sendo tão falho.
Enxergo que se eu fosse você não me perdoaria.

Sei que és paciente comigo
e por último te peço...
Ensina-me a amar-te acima de todas as coisas.

Amém.
(Pai, preciso de ti.)
Paulo Roberto!

Acordo, canto e
espanto o medo,
enxugo o pranto.
Amo-te tanto.

Sonhos desfeitos.
Respiro fundo,
procuro cor
no meu pobre mundo.

Desfiz as malas e
abri a janela,
faz frio
quem sabe congela.

A lembrança triste
que me consome,
pelas paredes
rabisca um nome.

Entendo agora
não és covarde,
só tens um peito
que não arde! (Sinto pena.)
Marcadores: 10 Comentários | | edit post
Paulo Roberto!

A saudade da criança
cheia de sonhos,
de passos,
de medo e coragem.

Suas vitórias diárias,
tão simples e
tão importantes.
Rabiscar a caricatura de seus semelhantes.

O prazer de dar
e esperar tão pouco...
Um abraço, um carinho.
Saudades de sorrir apenas ao vislumbrar um sorriso.

Viver simplesmente por viver,
saudades de quando o chorar
não era por sofrer,
era só pra chantagear.

Fazer bagunça e
correr do chinelo do pai,
abraçar as pernas da mãe.
Dormir pra fazer sumir o bicho-papão.

Saudades de não saber
que o mundo é tão grande.
Saudades de acreditar
que tudo o que eu precisava estava na caixa de brinquedos na estante.
Marcadores: 14 Comentários | | edit post
Paulo Roberto!

Não sei se inverno ou verão,
se primavera
ou qualquer que seja a estação...
Mas tem flores no meu coração.

Sobre o perfume eu não sei,
se amadeirado ou adocicado,
se é Dior ou Paco Rabanne,
mas quando o sinto fico extasiado.

E se o toque é ríspido, ardo.
Se me afaga baixo a guarda
e se é suave eu aquieto.
Seus toques me desconcertam.

E a voz? Tão mansa,
se ordena eu obedeço,
se silencia, padeço.
Ao som do sorriso eu danço.

Admito que amo,
admiro de perto,
és pra mim tão única
quanto um oásis no deserto.
Marcadores: 9 Comentários | | edit post
Paulo Roberto!

Quando acordar
e não me encontrar,
nesse dia vai doer,
nesse dia vai recordar.

Vai sentir saudade
do abraço
e do sorriso,
vai sentir saudade do barulho do chuveiro.

Do cheiro do café,
vai querer gritar,
vai esquecer de escovar os dentes
e vai receber bronca pelo nó da gravata.

Quando eu não estiver
vai chegar atrasado,
a barba vai crescer
e a roupa vai estar amarrotada na reunião.

E nesses dias,
você vai perceber,
que a falta que faço pra você
é maior que a de uma pessoa que você possa esquecer.

Marcadores: 8 Comentários | | edit post
Related Posts with Thumbnails
BlogBlogs.Com.Br