Paulo Roberto!
Passeando por ai no mundo virtual, encontrei o seguinte post, em um site cujo o nome é:










É difícil entender porque as pessoas traem. Normalmente culpamos os homens. Estamos acostumadas a nos fazer de vítimas, mas não estamos tão atrás assim... Confira os relatos anônimos de leitoras que acreditam que sentir-se desejadas por outros pode melhorar o relacionamento atual.



Graças a traição...
"Há três anos, conheci um homem pela internet. Na época, meu casamento, de cinco anos, não ia bem e o amigo virtual me cobria de elogios, falava tudo que queria fazer comigo e aquilo aguçava meu desejo. Então, descobri que meu marido estava tendo um caso. Parei de me sentir culpada pelo romance no computador e me separei. Mas, quando íamos nos divorciar, resolvemos tentar de novo. A partir daí, nossa relação mudou. Tivemos outro filho e revelei a ele minhas fantasias. Hoje nossa vida sexual é maravilhosa. Parece loucura, mas a traição dele e minha paquera virtual foram a melhor coisa que nos aconteceu!"



Diversão sem culpa
"Separo sexo de amor e, mesmo comprometida, não dispenso uma oportunidade de me divertir. Apesar de gostar muito do meu ex-namorado, não deixei de ficar com outros enquanto estávamos juntos. Um dia, transei com um colega de trabalho na sala de aula depois que os alunos já tinham ido embora. Ele veio com uma cantada direta, aceitei e foi delicioso. Não me senti culpada, mas já tive medo de ser descoberta porque odeio briga."



Paixão e divórcio
"Meu casamento de 18 anos estava em crise, mas eu nunca tinha traído. Há dois anos, era chefe em uma empresa e percebi os olhares de um de meus subordinados, um rapaz de 23 anos. Ele foi se aproximando aos poucos até se declarar. O interesse de um homem mais novo me animou. Comecei a me arrumar mais, entrei na academia... Embora o desejo fosse grande, pensava nos meus dois filhos, hoje com 13 e 17 anos, e me sentia culpada. Não consegui resistir. Levei nove meses para ter coragem de pedir o divórcio. Não foi fácil. Os meninos sofreram e eu passei por alguns problemas financeiros e emocionais, mas não me arrependo. Continuo namorando – estamos juntos e felizes com planos de casar e até de ter filhos".



Fidelidade ao amante
"Sou casada há nove anos. Sexo não é importante para meu marido. Já para mim, sim, e essa diferença pesou. Como ainda existe carinho, não me separei, mas me apaixonei pelo dono de uma loja vizinha à minha. Ele é japonês, não resisto! Comecei a frequentar o local e, percebendo meu interesse, ele passou a retribuir as visitas. Soube que era casado e tentei me conter. Quatro meses depois, iniciamos um caso, que já dura mais de um ano. O problema é que apareceu outro comerciante que está me paquerando: tem 29 anos, é solteiro e lindo! Mas sou fiel ao meu amante. Se ele descobre, termina tudo comigo, e eu não suportaria."



Sensação de poder
"Antes de casar, quando já namorava fazia dois anos, me envolvi com um policial militar, casado. Fiquei louca por aquele rapaz lindo e fardado. Adorava os telefonemas escondidos, os elogios sensuais. Eu me sinto poderosa quando sou paquerada. A relação terminou com o tempo e eu casei com meu namorado – o PM até foi ao casamento, com a esposa e os filhos. Acabei me separando por outros motivos, mas não me arrependo desse caso. A felicidade é feita de momentos como aqueles que vivemos juntos."



Sexo sem compromisso
"Meu namorado é bem mais velho que eu e nos damos muito bem. Mas permaneço aberta a novas possibilidades. Um tempo atrás, estava no avião e um rapaz interessante puxou conversa. Quando pousamos, me ofereceu carona. Acabamos no motel. Foi ótimo e nunca mais o vi. Não estou a fim de manter um caso, mas não recuso sexo sem compromisso."


---


Texto editado por: Vanessa Gonçalves.
Repostado por: Pauloodiferente.

E fiquei indignado.
Pelo tamanho absurdo.

Então li os comentários que não vou postar, quem quiser confira aqui:

"Mulheres também são infiéis"

E por indignação postei o seguinte comentário no post dela.
(Que é a minha humilde opinião à respeito.)

"Tudo bem que na verdade traição apesar de todo o contexto da própria palavra no sentido literal, exista e seja cometida desde sempre...
Em todos os lados da forma literal da mesma.
Porém nunca deve ser tido como algo benéfico, traição de forma nenhuma é algo bom, traição é traição, não existe explicar um deslize com algum argumento patético do tipo: Fiz por solidão à dois, fiz por que meu marido... Fiz por que minha esposa... Blá, blá e blá.

Acredito eu na minha humilde e sincera opinião, de alguém que já cometeu esse delito, não me tiro por hipócrita como quem nunca errou e a pedra que atiro que me acerte em dobro, mas digo que hoje, penso que se a relação não esta legal, converse. Se seu(a) parceiro(a) não sabe conversar, ensine, se não aprenderem, afaste-se, você de forma nenhuma é obrigado(a) à ficar ao lado de alguém que não entende suas opiniões, os casos acima citados são um retrato verdadeiro de pessoas que não tem mais diálogo, ou que não tiveram antes de solidificarem uma relação que por fim deu no que deu.
Se quer uma relação "aberta" pelo fato de não saber ser monogâmico(a), arrume um(a) parceiro(a) que aceite, o fato é, pra toda panela existe uma tampa que cabe perfeitamente, procure-a e encontrará, o medo de ficar sozinho é que faz tantas pessoas cometerem o erro de ficar mal acompanhadas e cometer tais delitos que nada mais fazem que denegrir a imagem da raça inteira, por conta de fatos como esses é que pessoas dizem: Homens não prestam/Mulheres são vadias.
Ninguém tem que aturar nada que não queira, se o faz é o ato mais hipócrita que existe e ainda pior, não se submetem as consequências disso, precisam ser injustas, nem sempre numa relação conjugal, os dois lados sabem que tudo esta ruim, as vezes a insatisfação vem de um lado só, o lado que finge o tempo todo com verdades doces que são amargas mentiras, apenas pra manter uma relação que na verdade nunca deveria ter sequer começado.

Mas é só minha humilde opinião."



Indignado!!!


(À Vanessa um abraço pelo bom trabalho.)

Marcadores: | edit post
20 Responses
  1. Marisol Says:

    Eu não compreendo porque você ficou tão indignado com os relatos acima , esta é a realidade atual :as mulheres traem , sim senhor !!! E sem culpas ...
    Se os homens podem , elas também acham que podem fazer o mesmo . Direitos e deveres iguais . Só que as mulheres são mais inteligentes que os homens na hora de pular a cerca , porque são bem mais cuidadosas e criativas , não deixam pistas do delito tão fácil quanto os homens : assim relatada uma amiga minha ao comentar com ela sobre esta matéria no seu blog .Só que acabei esquecendo de abrir e fechar as aspas . Eu não comungo com ela , este pensamento leviano . Quem ama não trai e ponto final .
    Não existe motivos que justifique uma traição . Eu fui traída , enganada e abandonada e sei o quanto isto é doloroso e penoso . Deixou marcas profundas em meu coração para sempre , mas tirei uma grande lição disto : agora vivo a vida intensamente , como se não houvesse amanhã .
    Acabei me tornando uma pessoa assexuada , intocável , porque perdi inteiramente a confiança no outro ... Eu sei que isto não é para sempre . Um dia vai passar ... Enquanto este dia não chega , vou curtindo a vida com leveza , encontrando outras formasde prazer ... Eu não traio , porque sei quanto isto machuca o outro . Ah !!! Como sei ....


  2. Querida Marisol, eu não postei o texto sobre traição feminina como um protesto machista, talvez não tenha entendido bem o final do post, a parte onde postei o comentário, a minha indignação não parte do principio de que ELAS traiam e sim da traição propriamente dita, o fato que eu quis levantar em questão é a naturalidade com que as pessoas, sejam elas ou eles abordam a traição como se fosse algo BOM, BENÉFICO.

    A minha indignação foi exatamente essa, pois acho traição uma coisa imperdoável, um ato de deslealdade consigo mesmo, leia novamente a parte do post, a última parte em que a fonte esta em Itálico.

    Eu não acho que os homens tem o direito e elas não tem, eu acho que ninguém o tem, isso não é um direito, é um erro!

    Essa é a minha opinião.

    Beijos e obrigado pelo carinho. Desculpe eventuais mal entendidos.


  3. E sinto muito por você ja ter passado por tal situação, é muito triste passar por isso.

    Eu nunca passei até onde sei e não acho vantagem a mulher contar que trai mais escondido. "Só que as mulheres são mais inteligentes que os homens na hora de pular a cerca , porque são bem mais cuidadosas e criativas , não deixam pistas do delito tão fácil quanto os homens"
    Acho isso a coisa mais rídicula, de ambas as partes...

    Eu acharia lindo se elas assim como eles pudessem dizer: Não traimos!


  4. Mas nenhum dos dois podem.


  5. Nossa, infiel homem ou mulher... O certo é não sermos né?....

    Bj


  6. Marisol Says:

    Paulo Roberto , estou muito feliz pelos seus esclarecimentos . Saber que você não aprova a traição de forma alguma , me dá um alívio danado de grande , porque você é uma excessão no meio de muitos ...
    Como perdi inteiramente a confiança nos homens , é bom saber que nem todos os homens são iguais , que ainda existem pessoas com caráter e com sinceridade .
    Você está certíssimo quando que o diálogo é a base de tudo , sem comunicação não chegamos a lugar algum ,isto é uma grande verdade .
    Obrigada pelo carinho e atenção .
    Um dia as minhas feridas vão cicatrizar , creio disto , porque tudo passará ...
    Beijos carinhosos ...
    Sua mais nova amiga :
    Marisol


  7. Paulo, concordo totalmente com a sua humilde opinião. Pq a minha tb é esta. Digo com orgulho que nunca traí, mas infelizmente, já fui traída algumas vezes e isso doi demais. Pra mim traição é traição. Não tem perdão, não consigo, pq sempre vai ficar a desconfiança de ser traída novamente......
    Boa semana, beijos.


  8. Juliana Lira Says:

    Que post esse...⊙△⊙

    Eu nunca entendi e nunca vou entender porque existe a traição.

    Quando entregamos a alma, o coração a alguém a única coisa que esperamos é que esse alguém seja leal.

    Onde fica o amor? O amor é o que? Apenas quatro letrinhas de um substantivo abstrato? Todos os sonhos todas as ilusões que criamos quando amamos alguém caem por terra quando esse alguém não consegue ser honesto.

    Esse é um tema difícil pra comentar, difícil pra ler , doloroso até de imaginar, e sinceramente meu querido amigo, poeta e anjo, se eu soubesse que era ele nem teria passado por aqui rsrsrsrs

    Mas já que passei e vc merece toda consideração e o post foi tão bem feito e seu comentário perfeito, não posso deixar de comentar.

    Dizer que quem trai não está apenas tendo uma mera relação sexual, está ferindo e enganando alguém que confia e ama...

    Mas não vou mentir pra vc Caro, acredito que dá o troco pode ser uma tentação ainda maior.

    Vendo seu comentário vi como vc condenaria uma atitude assim rsrsrs Fazer o que né? Nem todo mundo é perfeito rsrsrs.

    Ps: Vc fica um fofo assim todo indignado hehehehehe

    Ps2: saudades...

    Milhões de beijos❤


  9. Interessante a discusão aqui...
    sou absolutamente
    a favor do debate.
    Ja postei, ja comentei e sempre falo sobre o tema.
    Sou contra traição sempre, [
    porém os seres são movidos
    por emoções que nem sempre
    são coerentes.
    Confere aqui: http://ob-servandoeab-sorvendo.blogspot.com/
    Linda semana.
    Bjins entre sonhos e delírios

    "Mas o abraço era tão apertado,
    tão apertado
    que os corpos eram quase mais que colados.
    Poderia dizer que eram um só."


  10. Existem homens safados, existem mulheres safadas, o problema é a mentira.

    A hipocrisia de não ter a coragem de assumir e ter que omitir e fazer aparecer só no escuro a sua verdadeira identidade.

    Eu sei sair de casa e não esquecer que a minha namorada esta em casa, não esquecer que nunca fui obrigado à atar um compromisso com ela e que por nunca ter sido obrigado, se o fiz foi por minha vontade e honrar essa palavra que lhe dei.

    Assim como sei que tem mulheres que também o sabem.

    A maioria das pessoas erram, primeiro, por não saber exatamente quem esta do seu lado.

    É vai ser assim durante muito tempo ainda, é uma questão de saber diferenciar as coisas, mas de que adianta ficar falando o que todo mundo ja sabe e até hoje não pratica?!

    É simples, o que você é e tem hoje é um reflexo de cada uma das suas escolhas, tenham sido elas como foram feitas, se procurar pensar melhor antes de dar um passo, talvez consiga notar uma fissura no chão de madeira que pode se romper, agora se não prestar atenção, sairá pulando em cima até uma hora quebrar.

    Deixem de ser hipócritas, quem gosta de dar, sai dando, quem gosta de respeito, respeite, quem gosta de comer, sai comendo, só não faça alguém de idiota fazendo promessas de uma fedelidade que você não é capaz de cumprir.

    Seja sensato.

    "Não mentir é talvez a forma mais rara de heroísmo.(Francisco Antônio Martins Bastos)."


  11. Lice Soares Says:

    Seja qual for a situação, seja qual for o gênero, traição não é bom.Quem por ela já passou, sabe que não é.Bom mesmo é ser feliz e amar com lealdade até mesmo no momento em que já não se ama.


  12. Nossa que debate.
    Acho que quem ama trai sim, e quem ama tbm perdoa (fato)
    Dura realidade.




    Mas concordo com o post e com a indiguinação do autor acima, se qr relacionamento aberto q procure alguém q esteja d acordo, se ñ ta bem procure conversa, mas trair ñ é solução pra ngm...
    Ñ fç com os outros oq vc ñ qr pra si msm!

    Enfim...

    Bjooo =*


  13. Paulo, conforme vc me autorizou, postei seu texto no meu blog. Dê uma olhadinha quando puder ta? Beijos.

    http://cantinhodamissrj.blogspot.com/2010/04/ferida-na-alma.html


  14. Me pergunto até hoje o porque da traição?

    Desculpe a invasão, cheguei até aqui através do blog de uma amiga, adorei seu espaço e para não perdê-lo de vista vou me tornar seguidora.

    Fica aqui o convite para conhecer o meu, serás um prazer te receber.

    beijooo.


  15. Olhe a saia justa minha, já sou seguidora, tb são tantos blogs que acabo me perdendo, bom sinal né?

    beijooo.


  16. jefhcardoso Says:

    Paulo, pensei em uma maneira de falar e homenagear a todos que tanto vêm me incentivando com o carinho e apoio que me doam.
    Escrevi uma crônica pensando em nós blogueiros. Falei sobre o que penso ser o blog para nós. Você pode concordar ou discordar; pode também acrescentar; mas não deixe de opinar. Leia e entenderá por que a sua opinião é indispensável para mim e para todos blogueiros.

    Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com


  17. Não gosto de mentiras. Mas não julgo ninguém, o importante é a pessoa se sentir bem com o que faz sem machucar os outros.. os meios para isso eu não tenho que saber e muito menos julgar.
    Difícil falar pois nunca estive em uma situação de traída/traidora.
    Mas o que penso por enquanto é isso.
    Tem que inovar, isso é fato, mas eu não gostaria de mentir para ter que fazer isso..abriria o jogo com o meu parceiro e falaria o que quero fazer.


  18. Anônimo Says:

    isto é uma merda não vale um cu para o que eu quero fazer


  19. João Marcelo Says:

    afinal nao gosto disto, é uma merda


  20. Anônimo Says:

    Já faz meia década esse post, mas vou desencavá-lo para dizer que, de fato, a traição de mulheres e homens são muito diferentes. Nunca vi homem se justificando moralmente por ter traído. Já com as mulheres é bem diferente, mesmo traindo por prazer, por aventura, sem nenhuma necessidade, ficam o tempo todo justificando moralmente seus atos e tentando colocar uma auréola de pureza, apelando para os mais nobres sentimentos (amor, auto-estima, etc.). De fato, homens e mulheres não são iguais, os homens pelo menos assumem a responsabilidade pelos seus atos.


Postar um comentário

Espero que tenham gostado...

Related Posts with Thumbnails
BlogBlogs.Com.Br