Paulo Roberto!

No toque sugestivo
de seus dedos
curiosos,
desejo e medo.

Nos seus olhos,
o reflexo
do meu sorriso,
sincero e tímido.

No beijo,
o sonho
feito em momento,
cúmplices do sentimento.

Depois de feito,
sem jeito
me deito no teu peito,
ouço sinos.

Que perdure
eu desejo!
Morrer
por seus beijos.
(Desafio: Fazer um poema sem o uso da letra A. Feito, espero que gostem.)
Marcadores: , | edit post
15 Responses
  1. Lou Alma Says:

    está lindo o poema, gostava de aceitar o teu desafio mas acho que não sou capaz, vou tentar =)


  2. Uauuuuu! Meu Deus ...
    E o poeta se derrama em versos e talento.
    Parabens!
    Bjos achocolatados


  3. Quem me dera ser poeta e escrever com a alma! Eu ainda escrevo pensando...

    Lindo texto, especialmente para hoje que é o Dia do beijo. Se bem que pra mim, todo dia é dia de beijar!!!

    Então, beijo grandão da Luciana
    (Catadora de Palavras)


  4. Simplesmente perfeito.
    Beijos.

    (Tudo sem letra A tb rss)


  5. AlicE_ Says:

    Oi
    Tem um Selinho para vc no meu Blog! Obrigada pela atenção!

    PS: os poemas são mesmo giros! Adoro!
    =)

    Visitem, comentem, sigam e aproveitem o meu blog:
    http://malucosdaleitura.blogspot.com/
    ...
    ♥ ... Bem sei que me AdoraM ...♥
    ...
    Bj


  6. Sylvia Rosa Says:

    VOCÊ É PURO DESEJO... É SENTIMENTO... COISA RARA! LHE ADMIRO! bJOS


  7. Um poeta excentrico...
    Um poema ardente....
    Amei...
    Parabens


  8. Lua Nova Says:

    Absolutamente inesperado... deliciosamente surpreendente.
    Uma alma de homem que não teme os sentimenos e a expressão deles, uma alma exposta na poesia simples e envolvente.
    Parabéns.
    Venha tomar um chocolate comigo. Me daria muito prazer.
    http://chocolatecompimentagtt.blogspot.com/
    Beijos, poeta.


  9. JLM Says:

    olá, realmente este exercício de escrita é bastante curioso, tanto é que eu senti-me estimulado a fazer algo parecido, porém em prosa: http://www.jefferson.blog.br/2010/05/texto-sem.html

    1 abraço


  10. Anônimo Says:

    REALMENTE MUITO DIFICIL.................


  11. que acha?

    Soneto sem consoantes FGHQ e vogal U






    Já nem sei se é amor...



    Já nem sei dizer se sinto amor

    Pois esse sentimento me acelera

    A alma e o coração, e explode em calor

    E a vida ao redor se altera


    As verdades dos nossos corpos vão dando

    Sinais e as rosas do tempo passado se abrem

    Exalando o olor dos corpos se amando

    Em êxtase de desejo, e as ilusões já sabem:


    São anjos libertos na terra sem noção,

    Na casa sem cercas. São o calor aplacado

    Em noite de verão após beijo delicado



    Já nem sei se é amor essa atração

    Pois transcende o limite da razão

    Só sei ser a paz do destino marcado



    k.chiabotto


  12. email. k.chiabotto@hotmail.com.

    parabéns por seu blog, é de tirar o fôlego!


  13. Diego Rafael Says:

    muito bom gostei de seu texto muitas vezes eu tambem invento tenho 11 anos no sexto ano vc me encinou que e bom criar coisas novas para ser elogiado


  14. Olá poeta, gostei de conhecer seu blog, o texto sem a letra 'A' ficou divinamente lindo, cheio de sentimentos,
    Um primor!
    Estou seguindo seu blog.
    Abçs!


  15. Boa noite Paulo! Vim conhecer o seu blog, simplesmente esbanjando criatividade. Andei escrevendo uns textos sem a vogal "A" me deparei com o seu blog contendo poema sem as vogais, Se puder conheça o meu blog.
    http://escrevendosemavogala.blogspot.com.br
    Estou seguindo seu blog.
    Abçs!
    Diná
    Abçs!


Postar um comentário

Espero que tenham gostado...

Related Posts with Thumbnails
BlogBlogs.Com.Br