Paulo Roberto!

Esqueci-me das horas
simulei um desmaio,
se não me devoras
é pra morte um ensaio.

Pressa nas pernas,
nos lábios o calor
das chamas eternas
que esbanjam sabor.

Ansiedade nos poros,
o peito gritando,
este corpo aflito
teu toque clamando.

Em frente tua porta
trêmula e aflita,
caminho sem volta,
de agonia a alma grita.

Toque-me, desfrute-me,
sinto-me tudo em tua mão,
beije-me, use-me,
quero-te, quer seja amor ou ilusão.
Marcadores: | edit post
Related Posts with Thumbnails
BlogBlogs.Com.Br