Paulo Roberto!

O que diria do amor,
senão que é bendito?
E que desabroche em flor,
tornando cada jardim mais bonito.

Que numa eterna primavera
todos os jardins se manifestem.
Que observemos pelas janelas
flores que jamais fenecem.

O que diria eu do amor
que é para mim sinônimo de vida?
Aquela dilacerante forma de dor,
que se faz em cor se correspondida.

Nuvens pela cintura se ela é sentida,
passos largos desatinados pelas vielas,
sorrisos e olhares esperançosos ao vislumbrá-la
e o desejo de viver, por mais que se viva.
(O que mais diria eu do amor?)


Marcadores: | edit post
4 Responses
  1. Mais nada Paulo, você ja disse tudo, aliás, amor é tudo.
    Abração


  2. Maria José Says:

    As mensagens positivas, as belas poesias, os textos de elevação espiritual, enviados ou recebidos, fazem bem a todos, pois irradiam luz, calor e muita vida! Aqui encontramos este tipo de ressonância. Bom final de semana. Beijos.


  3. ONG ALERTA Says:

    Que ele nos faz viver cada dia, paz.


  4. O amor na melhor forma, na sua melhor definição... Mas que isso? Só amando mesmo para entender!
    Amei! Parabéns!

    http://sinteseperfeita.blogspot.com/


Postar um comentário

Espero que tenham gostado...

Related Posts with Thumbnails
BlogBlogs.Com.Br