Paulo Roberto!
Sinto que te engano.

Não é só quando pareço ingênua,
ou quando eu caio em prantos.
Quando eu imploro pra que você que fique!

Tão pouco quando eu digo que o amo,
essa é uma incontestável
e imutável verdade.

Sinto que nos usamos!

Embora suas lindas palavras,
suas mais ousadas ou até as mais doces,
suaves e singelas declarações...

Embora seus gestos imprevisíveis, ou até mesmo aquele sorriso cansado
e satisfeito de depois do amor.

E suas letras poéticas no meu caderno,
aquele que você me deu.

Seus atos carinhosos,
e seu empenho pra não me deixar notar
que é tudo atuação...

Que tudo é uma questão de satisfação!

Eu sinto que te engano por fingir acreditar...
Mas embora eu saiba de toda à verdade,
sinceramente me sinto bem,
não se confesse!

Eu amo seu olhar,
mesmo mentindo pra mim.

Marcadores: | edit post
2 Responses
  1. Menino-Homem Says:

    Já anunciava Paulo Coelho: “Conhecimento sem transformação não é sabedoria.”
    E afirmo, sem soma de dúvidas, que minha viagem pelo seu blog foi de fundamental importância para o meu amadurecimento poético, e ainda mais, como ser humano...
    Aprendi a ser mais sensível, reflexivo, e descobrir as mil pontes presentes em cada palavra... E por este, e outros motivos ofereço uma pequena surpresa no meu blog para você companheiro... É simples -calculando o valor estimável que possuis- mas é de todo coração... Um Feliz Natal... Abraços!



Postar um comentário

Espero que tenham gostado...

Related Posts with Thumbnails
BlogBlogs.Com.Br