Paulo Roberto!

Precisando voltar 
para as mesmas vias,
precisando cantar
velhas alegrias.

Na necessidade de compor
nas linhas da vida,
versos e frases de amor,
rima jamais perdida.

Volta pro peito a chama
que arde, que fere, inflama,
guardada é dor lacerante,
exposta, é bela... Diamante.

É verso, palavras, é frase,
é sentimento pulsante, 
é ritmo, é grande e grave...
É tanto e sobretudo, viciante.
Marcadores: | edit post
14 Responses
  1. Unknown Says:

    PROMOÇÃO MEU PRIMEIRO LIVRO DIGITAL
    "Minha História: coração, câncer, depressão, AVC e marca-passo: Tudo superado através de TRILHAS e ACADEMIA." Promoção no dia 31/05/2015 às 17 horas. Só seguir o site através do "PARTICIPAR DESTE SITE" no Google Friend Connect, Blog: http://rodrigoovieira.blogspot.com.br
    Receba por e-mail o livro.
    Boa sorte!


  2. Vaaaamos voltar !!!
    Adorei o texto.
    Como sempre, arrasando !!


  3. Olá boa tarde, passei por aqui e gostei do seu blog e da sua poesia...obrigada
    Luísa Fernandes
    poemasdaminhalma.blogspot.pt











  4. midou Says:

    i am browsing this website dailly , and get nice facts from here all the time .


  5. Juliana Lira Says:

    Seria bom poder voltar pra gente mesmo. É horrível perder-se de si.
    O mundo segue seu percurso e nós seguimos vagantes.
    Mas que bom que vc nunca precisou sequer de bússola, sempre soube ser seu norte.

    Bjus

    BLOG Reticências...


Postar um comentário

Espero que tenham gostado...

Related Posts with Thumbnails
BlogBlogs.Com.Br