Paulo Roberto!

Suave e intenso, pernicioso,
invadindo, se apoderando,
tão problemático, perigoso,
fica perto, testando, tentando...

Se resisto, sinto falta,
me entregando perco a fala,
o sentimento que ressalta
o perfume que exala...

Das minhas loucuras
és o culpado,
das minhas rasuras,
meu doce pecado.

Principe e boêmio,
amante, homem e sonhador,
tantas faces e um só prêmio...
O coração deste senhor.
Marcadores: 29 Comentários | | edit post
Paulo Roberto!

Cores, tantas são as cores
que adornam flores,
flores de carne e osso,
muito mais que um esboço.

Com sorrisos vendidos,
aos poucos descoloridos,
vendidos à preço de ouro
em lingeries de couro.

Águas, coloridas águas,
pintadas de mágoas
e cheiro de óleo de motor.

Retrato esse, pintado de fábulas,
tão cheio de máculas,
a cidade que aos poucos se criou.
Marcadores: 13 Comentários | | edit post
Related Posts with Thumbnails
BlogBlogs.Com.Br