Paulo Roberto!

Precisando voltar 
para as mesmas vias,
precisando cantar
velhas alegrias.

Na necessidade de compor
nas linhas da vida,
versos e frases de amor,
rima jamais perdida.

Volta pro peito a chama
que arde, que fere, inflama,
guardada é dor lacerante,
exposta, é bela... Diamante.

É verso, palavras, é frase,
é sentimento pulsante, 
é ritmo, é grande e grave...
É tanto e sobretudo, viciante.
Marcadores: 2 Comentários | | edit post
Related Posts with Thumbnails
BlogBlogs.Com.Br